Coquetel Molotov

Destaque Notícias

FRANCESA LAURE BRIARD LANÇA EP “CORAÇAO LOUCO”

Já se passaram cinco anos desde que a cantora francesa Laure Briard começou a sua jornada musical. Uma jornada feita por pop inspirado nos anos 60 e rock psicodélico e sonhador que colocou a Laure na cena de música lo-fi francesa.

Essa jornada tomou um rumo inesperado quando, em 2017, enquanto ela tocava no SXSW, conheceu uma banda brasileira: Boogarins. Foi amor à primeira vista. Laure e a banda imediatamente se deram bem e chegaram a tocar no México juntos naquele ano. Benke Ferraz, guitarrista do Boogarins, convidou Laure a fazer uma turnê no Brasil no ano passado e neste processo todo surgiu a idéia de fazer um disco em português.

Com apoio do Buraeu Export, Laure Briard então voltou para o Brasil e iniciou 2018 em Mogi das Cruzes, no Estúdio Mestre Felino, para gravar o EP “Coracão Louco” (Midnight Special Records). Composto todo em português, o trabalho traz uma mistura nada óbvia do “pop épico” dos trabalhos anteriores de Laure e do que chamou sua atenção no Brasil. A produção e mixagem, assinadas por Benke, não deixa transparecer de maneira óbvia a influencia da música brasileira no trabalho. Apesar de harmonias e ritmos brasileiros serem notados, o disco segue por caminhos inesperados, com longas improvisações e experimentos eletrônicos. O disco está disponível aqui: https://msr.lnk.to/Coracao

“Depois de termos gravado Janela durante a turnê que Laure fez no Brasil, ela começou a me encher de demos com novas canções em português e senti uma boa energia das canções” conta Benke. “Foi fácil criar gosto pela mistura do pop mais clássico dela com o que ela assimilou do Brasil, seja nos temas ou nas harmonias. Não costumo trabalhar com sons tão diretos e resolvi comprar o desafio, além de gostar das imagens que ela criava com as letras pouco usuais pra quem fala português”.

A participação dos músicos do Boogarins, Dinho Almeida (violão, guitarra e vozes) e Ynaiã Benthroldo (bateria e percussão) e de Danilo Sevalli (teclas) da Hierofante Púrpura foram fundamentais para a realização do processo segundo Benke: “Conseguimos nos juntar por apenas 5 dias em Mogi pra gravar tudo. Não fosse o entrosamento rápido dos três, criando os arranjos de maneira bem instantânea a partir das minhas indicações e de Laure, a coisa não teria acontecido tão naturalmente”.

Aclamada por críticos e com um estilo batizado de “Yeyé Psicodélico”, a francesa Laure Briard começou a trabalhar na área musical em 2005. Seu primeiro EP, no entanto, veio a ser lançado apenas no ano de 2013 com a ajuda de Julien Barbagallo, do Tame Impala, e publicado pelo selo Tricatel.

Depois daí, ela regressou ao estúdio em 2016 onde trabalhou em seu novo som, “Sur La piste de danse” (Midnight Special Record/ Burger Records). Foi neste momento que ela viu crescer sua base de fãs e se estabeleceu como artista independente e reconhecido pela mídia na Europa e no mundo.

Nenhum comentário

Deixe um novo comentário