Coquetel Molotov

Destaque Notícias

GESTOS COMEMORA 25 ANOS COM SUPER FESTA NO CLUBE ATLÂNTICO

A Gestos – Soropositividade, Comunicação e Gênero comemora seus 25 anos de ativismo e serviços comunitários com uma grande festa beneficente no próximo dia 1º de junho (sexta-feira). A celebração será no Clube Atlântico de Olinda, a partir das 19h30, com o apoio de vários parceiros da cultura. Teremos show do projeto Sambas de Erasto Vasconcelos (com Roger Man e Ganga Barreto) e do grupo Encantaria, DJs Lala K e Paulo Costa, Mônica Feijó, apresentação especial de Christiane Falcão e a presença do Som na Rural. Será uma noite para dançar, com muita música, sorteios e bazar.

Os artistas abriram mão dos cachês em benefício da Gestos. A entrada custa R$ 20 e todo o dinheiro arrecadado no evento será revertido para a manutenção das atividades da ONG. Os ingressos estão sendo vendidos na sede da Gestos (Rua dos Médicis, 68, Boa Vista), no Bar Barrio (Olinda) e na Plataforma Sympla (Bit.ly/IngressosGestos).

A festa está sendo organizada totalmente de maneira colaborativa e, além dos artistas (que não estão cobrando cachê), conta com apoio de várias pessoas e empresas que doaram serviços (segurança, banheiros químicos, impressão de ingressos, cartazes, etc) e itens para serem sorteados durante o evento.

Além dos prêmios, a Gestos conseguiu o apoio de artistas que doaram peças de seus acervos para um leilão beneficente que será realizado pela Gestos ainda este ano. Rinaldo Silva, Edson Menezes, Gegê Pedrosa, Dani Acioli, Carlos Pompeu, DMelo e Pedro Muniz doaram as obras que participarão do leilão.

Durante todo o mês de junho, a ONG lembrará sua história, divulgando campanhas antigas, fotografias e depoimentos de pessoas que fazem parte dessa caminhada.

SAMBAS DE ERASTO

Pouco antes de seu falecimento, Erasto pede que seus sambas não se vão juntamente com ele. Nasce há pouco mais de 8 meses o Sambas de Erasto, com composições inéditas feitas por ele na década de 1970, durante viagem de navio para Nova York. Uma equipe de peso tem arranjado essas composições. O grupo é composto por Ganga Barreto na voz e percussão (Naná e Erasto Vasconcelos, Lia de Itamaracá, Circo Vivant, Think o fone – banda belga), Rogerman – voz (Bomsucesso Samba Clube, Eddie, Baião Polinário), Pablo Ferraz – percussão (Josildo Sá, Tchida Africanu, Orquestra do Sucesso, Jorge Riba), Nino Silva – percussão (Josildo Sá, Jorge Riba, Mestre Camarão), Deco Trombone (Isaar, Ska Maria Pastora, Dj Dolores, Os Sertões, Orquestra Santa Massa), Nelson Brederode – cavaco (Josildo Sá, Mestre Camarão, Beto do Bandolim, Claudionor Germano), Rafik Alfaia (Alfa man, Super Lage, Cassino Tropical, Querosene Jacaré) e Théo Coutinho – violão (Conjunto Maravilha, Erasto Vasconcelos).

O Sambas de Erasto então é criado para eternizar parte da obra do grande compositor e mostrar essa faceta sambista que muitos não conhecem. A continuidade de seu trabalho abrirá uma oportunidade única de ampliar o entendimento e a dimensão de quem foi Erasto Vasconcelos viabilizando a entrada dele no mundo do samba onde não é tão conhecido, ampliando assim o número de pessoas que vão ter acesso as outras canções com estilos diferentes compostas por ele. A vitrine será ampliada e a diversidade musical dele poderá ser mais entendida e compreendida.

Nenhum comentário

Deixe um novo comentário