Coquetel Molotov

Destaque Notícias

LUPE DE LUPE (MG) SE APRESENTA PELA PRIMEIRA VEZ NO RECIFE

Sem Sair na Rolling Stone. É esse o título e a missão da turnê nacional da Lupe de Lupe, banda que toca no Recife no dia 21 de agosto. Um dos representantes mais originais do rock independente atual, o grupo de Belo Horizonte vem pela primeira vez para a capital pernambucana trazendo seus dois discos, Sal Grosso (2012) e Quarup (2014), que tiveram uma reverberação positiva pela crítica cultural pelo Brasil e colocaram a banda entre os principais nomes da nova leva da música brasileira.

A provocação no nome da turnê não é gratuita. A Lupe de Lupe quer mostrar que é possível circular o trabalho de forma independente, sem o apoio de grandes produtores, leis de incentivo, gravadoras ou festivais. “A turnê foi toda marcada no boca a boca, pelo Facebook. No início do ano, foi perguntado num post quais seriam as cidades que a Lupe de Lupe deveria tocar na turnê. Amigos e fãs então se mostraram dispostos a organizar pequenos shows e a divulgar um som difícil de ser ouvido, ouvido por poucos e que só luta pelo trono que ele próprio construiu”, explica Vitor Brauer, integrante da banda.

No Recife, quem está “fazendo os corres” e ajudando a Lupe de Lupe a tocar é a Transtorninho Records, selo independente recém-nascido, mas que já conta com uma atuação no circuito lo-fi do país. Com lançamentos de artistas de São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Alagoas e Pernambuco, o coletivo vem expandindo suas ações, com o objetivo de fortalecer iniciativas independentes, distribuir e circular artistas que às vezes nem imaginariam que suas músicas pudessem ser escutadas fora do quarto onde foram compostas.

Além da Lupe de Lupe, se juntam ao evento a banda recifense Amandinho, grupo de rock jovem formado por integrantes da Transtorninho Records, e a alagoana Ximbra. Com um EP lançado, Coisas Novas São Assim (2015), a banda de rock jovem Amandinho (enfase na juventude e nos diminutivos) passeia pelo indie rock, emo, hardcore, metal e shoegaze, toda essa mistura embalada por letras sinceras em português, inglês, espanhol e gritos. A segunda convidada é a Ximbra, grupo formado em 2014 que faz uma mistura de hardcore com música, segundo os próprios.

Transtorninho contra o rock de arena
Shows:
Lupe de Lupe (MG), Amandinho e Ximbra (AL)
Data: 21 de agosto – 22h
Local: Burburinho Bar, Rua Tomazina, Recife Antigo
Ingressos: R$ 10
Mais informações: https://www.facebook.com/events/119739231693904

Nenhum comentário

Deixe um novo comentário