Coquetel Molotov

Destaque Notícias

PORTAL RIZOMÚSICA SURGE PARA ATENDER À CADEIA PRODUTIVA DA MÚSICA

O Portal Rizomúsica – Panorama da Cadeia Produtiva Musical no Brasil foi criado para atender à demanda por um meio de comunicação que integrasse informações sobre produtos e serviços, espaços para apresentações, formação e qualificação. O lançamento acontece no dia 1º de fevereiro durante conferência que compõe a programação do Porto Musical, no Teatro Hermilo Borba Filho, às 18h. A partir de então, estará acessível pelo www.rizomusica.org. Idealizado por Evandro Sena, o projeto conta com a parceria da Jazzz Agência Digital, produção executiva de Claudia Aires e incentivo do Funcultura para sua fase de implantação.

Um portal se constrói com ideia e tecnologia. A ideia que fundamenta o Rizomúsica é a de espaço online de convergência dos elos da cadeia produtiva da música nos âmbitos local e nacional. Para tanto, seções independentes foram criadas a fim de abrigar textos mais quentes (REVERBERA), como notícias e oportunidades de mercado, e textos opinativos escritos por colunistas convidados (PARTIDEIAS). Além desses, o site oferece AGENDA e mapeamento colaborativo (PENTAMAPA).

O Portal deve ser alimentado a partir da participação dos internautas na construção das pautas e outros conteúdos, além de cada elo da cadeia produtiva poder construir sua própria página com imagens, informações sobre sua carreira, serviços oferecidos e contatos. A construção coletiva propicia que o projeto se transforme em um ponto de convergência para os elos dessa cadeia produtiva e funcione como referência para interessados em conhecer e pesquisar sobre o tema.

O nome Rizomúsica surgiu da relação do conceito de Rizoma na obra de Gilles Deleuze e Félix Guattari, que se define também pela noção de que “qualquer ponto de um rizoma pode ser conectado a qualquer outro e deve sê-lo”. Encontra-se o rizoma na permanente reinvenção da música e dos modos de fazê-la, das ramificações das seções em temas e subtemas, da raiz pernambucana em conexão com o mundo, da transdisciplinaridade da cadeia produtiva.

“É impraticável falar em uma cadeia produtiva da música de uma determinada cidade ou região sem considerar suas relações com elos existentes em outros pontos geográficos. A cadeia local precisa estar em conexão com festivais cujas inscrições são abertas em nível nacional, assim como com profissionais especializados, espaços de apresentação, concursos, fornecedores de equipamentos e serviços”, avalia Evandro Sena.

EVANDRO SENA
Desde 1995, Evandro Q? dedica-se a pesquisa e difusão da música realizando vários projetos musicais no underground recifense. Criador do lendário bar Garagem 27 e depois comandante do espaço cultural IRAQ, produz festas e shows em diversos outros espaços sempre auxiliando na oxigenação do cenário musical da cidade.

Foi um dos precursores do Movimento Cultural Boca do Lixo em Peixinhos ajudando inclusive na ocupação do espaço Nascedouro. É músico das bandas atuantes no universo underground recifense (monstro Amor, Garapa Nervosa e God Save The Chico) e idealizador de diversos eventos entre shows e festas com Djs: NAdA, IRAQ Club, Crime!, Greve, Radiobaghdad e Bagüidoido.

Evandro Sena além de DJ e produtor de eventos, já foi educador, gestor público na área de cultura, curador de festivais (públicos e independentes) e militante das bandeiras de luta de políticas públicas nas áreas de juventude, educação e cultura participando de movimentos comunitários e de ONGs. Hoje desenvolve um portal sobre o panorama da cadeia produtiva musical no Brasil – o Rizomúsica – com lançamento previsto para o dia 1 de fevereiro durante o Porto Musical.

Nenhum comentário

Deixe um novo comentário