Coquetel Molotov

Destaque Notícias

VINYL LAND LANÇA COLETÂNEA COM NOVOS NOMES DE BELO HORIZONTE

Há pelo menos 40 anos que Belo Horizonte é referência na música brasileira com o lançamento dos discos da turma do Clube da Esquina nos anos 70. Desde então, novas gerações de artistas e bandas vem surgindo e assumindo seu papel na cena musical mineira com diferentes propostas e estilos. Nas palavras de Luiz Valente, produtor e idealizador do selo Vinyl Land, “Belo Horizonte é uma cidade muito jovem. Talvez por isso cultive esse gosto por se renovar de tempos em tempos. Em vezes em rupturas radicais, em vezes remexendo seu passado e, ludicamente, atualizando sua própria história”.

O reconhecido jeitinho mineiro está deixando de ser caladinho e está pouco a pouco colocando a boca no mundo tomando as ruas, a rede, os corações e os ouvidos de uma forma revigorada. Desta forma, no presente momento em Belo Horizonte, podemos ver não apenas uma cena, mas sim várias novas cenas e vários grupos com afinidades e parcerias entre si. Foi com isso em mente que Luiz Valente resolveu capturar um registro deste momento lançando a compilação “Collector’s Choice: BH 2013” em formato de LP duplo em vinil.

Coletânea – A variedade de sons e gêneros, aliás, é o grande trunfo desta coletânea que traz nada menos que 21 faixas de 21 artistas diferentes. Estão representados tanto a resistência da cultura soul e hip-hop belorizontina com a presença de Black Sonora, Renegado, Gurila Mangani, Familia de Rua, Julgamento e Zimun, quanto ainda a excelência instrumental de Constantina, Dibigode, Iconili e Thiago Delegado; passando pelo indie-pop do Transmissor, DLTH e Câmera, sem falar do ska-punk de Fusile e Pequena Morte e do rock setenteiro de Thiakov e RAM.

“O recorte final desta compilação ficou com a cara do que está acontecendo agora na cidade. São grupos que já atingiram um certo destaque na cena local e que agora estão prontas para almejar vôos mais altos”, revela o produtor. O formato da “Collector’s Choice: BH 2013” se inspira em outras coletâneas e boxes temáticos que são lançados no exterior, que apresentam de forma mais didática a música de determinados países e regiões a um público que está curioso em conhecer aquilo.

Com patrocínio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, o disco apresenta ao país tanto bandas que já estão na ativa há alguns anos como ainda mais algumas que estão debutando em disco e começando a tocar pelo país. Estas diferenças estéticas de nomes e ritmos, no entanto, não se encontram fechadas em um rótulo. Valente lembra que “o que tradicionalmente é reconhecido como ‘música mineira’ pode se encontrar aqui diluído, transformado e reinventado em diversas maneiras”.

O disco que está chegando às lojas em várias partes do país a partir de julho, foi produzido na fábrica da Polysom, no Rio de Janeiro. “Collector’s Choice: BH 2013” vem com tiragem de 1.000 cópias em formato de vinil 180g, assim como os mais sofisticados lançamentos internacionais.

Mais informações: www.facebook.com/vinyllandrecords

Nenhum comentário

Deixe um novo comentário