Coquetel Molotov

Destaque Notícias

VIRTUOSI CELEBRA 20 ANOS DE PAIXÃO EM OLINDA, RECIFE E JOÃO PESSOA

O Ministério da Cultura e a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco – Chesf apresentam a 20ª edição do VIRTUOSI – Festival Internacional de Música de Pernambuco que ocorre de 13 a 17 de dezembro, com uma programação que se caracteriza pela excelência de seu repertório e de sua execução em peças clássicas e contemporâneas. Neste ano, o VIRTUOSI acontece em Recife, Olinda e João Pessoa.

O VIRTUOSI – 20 ANOS DE PAIXÃO conta com patrocínio da Chesf, BNB, COPERGAS, STN, Excelsior Seguros, incentivo cultural da Prefeitura do Recife, com apoio do Consulado Americano, CEPE, MAMAM, PORTOMÍDIA e CCSF.

Concertos – A abertura do XX VIRTUOSI ocorre no dia 13 de dezembro às 19h no Convento de São Francisco de Olinda, com a participação de Rose de Souza (voz) e Raiff Dantas Barreto (cello). No programa, a execução de obras de Waldemar Henrique, Laiana Oliveira e Babí de Oliveira celebrando a modinha brasileira. No dia 14, às 19h, o duo Rose de Souza e Raiff Dantas Barreto se apresentam em João Pessoa, no Centro Cultural São Francisco. Os dois concertos em Olinda e João Pessoa fazem parte da Tour Nordeste que o VIRTUOSI realiza a cada ano.

A soprano Rose de Souza estudou em Portugal especializando se em lied, oratório e ópera. Participou do coro da Fundação Conservatório Regional de Vila Nova de Gaia, atuou na ópera “La Traviata” de Verdi e “Requiem” de Mozart, e apresentações como solista em cidades portuguesas. Raiff Dantas Barreto, violoncelista paraibano, estudou na UFPB e em Parma, Itália. Fez as estreias brasileiras dos concertos: Shostakovich nº2, Kabalevsky nº2 e a Sinfonia Concertante de Miklos Rosza. É cello principal do Theatro Municipal de São Paulo.

Nos dias 15, 16 e 17 o VIRTUOSI vai para o Teatro de Santa Isabel e realiza uma série de concertos que começam no dia 15 às 19h com o Quarteto para piano e cordas de Brahms, seguindo com a apresentação das Quatro Estações de Vivaldi e Piazzolla. Na ocasião, apresenta-se o solista austríaco Benjamin Schmid vencedor de vários concursos incluindo o Carl-Flesch em Londres. Gravou cerca de 40 CDs e recebeu os prêmios Deutsche Schallplattenpreis, Grammophone Editor’s Choice,entre outros. É professor da Universidade Mozarteum Salzburg e Professor Convidado em Bern. É citado no livro de Jean-Michel Molkhou “Les Grands Violistes du xx siècle”, Volume II, como um dos 35 maiores violinistas dos últimos 50 anos.

No dia 16, o VIRTUOSI – 20 ANOS DE PAIXÃO apresenta uma mini maratona que se inicia às 15h e segue até às 21h. A primeira parte da maratona estará a cargo da Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência do Maestro Rafael Garcia que apresentará um Tributo a Johann Sebastian Bach. Serão apresentados o Concerto de Brandemburgo nº3, o Concerto em mi maior para violino e orquestra tendo como solista o violinista Gilson Filho e a ainda a Suite nº 2 para flauta e orquestra cujo solista é o argentino Horacio Massone. Natural do Recife, Gilson iniciou seus estudos musicais aos seis anos e foi aluno do Conservatório Pernambucano de Música, período durante o qual foi premiado com o 1º lugar no concurso de cordas do CPM. Foi professor da Orquestra Criança Cidadã durante dois anos e integrante das orquestras sinfônicas da Bahia e da Paraíba. Com mestrado nos Estados Unidos, Gilson atualmente é membro da Orquestra Sinfônica da Bahia.

Natural da Argentina, Horacio Massone é atualmente reconhecido como uma estrela em ascensão da flauta. Recebeu seu diploma do Conservatório “Luis Gianneo”, Buenos Aires, e, posteriormente, integrou a Orquestra Acadêmica do Teatro Colón. Massone deu masterclasses para o Programa Nacional de Orquestras Juvenis em Buenos Aires, Scuola Civica di Milano e na Convenção NFA, EUA. Desde 2011, é presidente do Congresso Internacional de flauta em La Plata. Ganhou muitos prêmios e concursos nacionais, atuando como solista com as principais orquestras da Argentina.

A maratona segue pelo final da tarde com uma apresentação do programa XIII VIRTUOSI BRASIL que conta com a participação do duo Rose de Souza, soprano & Raiff Dantas Barreto, cello. Logo em seguida, o programa dá espaço para o VI VIRTUOSI SÉCULO XXI que adentra na música contemporânea com performances de Leonardo Altino apresentando a Sonata para cello solo de George Crumb, seguido de Rafael Altino, viola e Antonio Barreto, percussão que executarão a peça Naturale, de autoria de Luciano Berio.

Master em Performance Orchester pela Escola Superior de Zurique, Suíça, Antonio Barreto tem Formação Pedagógica, habilitação em Didática das Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, pela UPE. Trabalhou como percussionista na Casa de Ópera de Zurique, Orquestra Sinfônica de Zurique (SOZ), Tonhalleorchester, Orquestras do Estado de São Paulo, Paraíba e Natal. Foi membro do grupo de percussão CONTON – Suíça, durante o período de estudo. Tem sete CDs gravados com o Grupo SaGRAMA, quatro CDs gravados com a Orquestra Sinfônica do Recife. Atualmente é professor da UFPE, percussionista do Grupo SaGRAMA e Coordenador e Diretor Artístico do Grupo de Percussão do Nordeste – GPN.

Primeiro Prêmio no Concurso Internacional de Violoncelo de Viña Del Mar/Chile, Leonardo Altino estudou na Yale University, no NEC, na Universidade de Illinois e na Musikhochschulle de Detmold. Foi solista das principais orquestras brasileiras assim como de várias orquestras americanas, Sinfônica do Chile e Sinfônica de Bogotá, entre outras.Apresenta-se frequentemente nos Estados Unidos, Canadá, Brasil, Coréia, Taiwan, Alemanha, Chile e Colômbia. É Professor do Wheaton College. Gravou o CD Poema com a obra completa para cello do compositor Marlos Nobre e o CD En Voyage com sua esposa violinista Soh-Hyun Park.

Violista principal da Sinfônica de Odense, Dinamarca, Rafael Altino recebeu os diplomas de Bacharel pelo NEC, Boston e Mestre pela Juilliard School. Participa em festivais internacionais e concertos, em vários países tais como Brasil, França, Grécia, Japão, Noruega, Espanha, Suécia, Taiwan e Estados Unidos, entre outros. Ensina nas Academias de Música Carl Nielsen, Odense e Malmö, Suécia. Toca numa viola francesa do final de 1700 de autor desconhecido com um arco James Tubbs cedidos pelo Instrumentfonden da Sinfônica de Odense.Gravou o CD “Viola a Rafael” e o Concerto Steppenwolf de Christian Lindberg para o selo Bis.

Às 18h45, a Orquestra Virtuosi traz uma série de concertos, tendo início com o solista Rafael Altino que executará o Le Gran Tango de Piazzolla. Em seguida, o pianista Victor Asuncion e o trompetista Ayrton Benck apresentarão o Concerto nº1 para piano e trompete de Shostakovich. Doutor em Trompete pela UFBA, Ayrton Benck é trompetista do Quinteto Brassil e professor de trompete do Departamento de Música da UFPB. Já foi solista junto às Orquestras Sinfônica do Estado de São Paulo, Sinfônica do Recife e Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. No exterior, excursionou para a Inglaterra e EUA, sendo artista convidado para ministrar master-classes e recitais no Jordan Hall do New England Conservatory – Boston, Mannes School of Music, Manhatan School of Music – Nova York., Rudy E. Scheidt School of Music – Memphis. Gravou 4CDs com o Quinteto Brassil, dois destes lançados na Europa, Ásia e América do Norte pelo selo inglês Nimbus Records.

Aclamado pelo The Washington Post por seu “toque equilibrado e imaginativo”, Victor Asuncion apareceu em salas de concerto no Brasil, Canadá, Equador, França, Itália, Alemanha, Japão, México, Filipinas, Espanha, Turquia e EUA. Um entusiasta da música de câmara, ele se apresentou com artistas como Lynn Harrell, Zuill Bailey, Andres Diaz, Antonio Meneses, Joshua Roman, Cho-Liang Lin e muitos outros. Foi pianista do Quarteto Garth Newel por três temporadas. Suas gravações incluem as Sonatas completas de L. van Beethoven com Tobias Werner, Sonatas de Shostakovich e Rachmaninoff com Joseph Johnson e a Sonata Rachmaninoff com Evan Drachman. Doutor em Artes Musicais pela Universidade de Maryland, é um artista de Steinway.

Às 19h30, sobe ao palco do Teatro de Santa Isabel a jovem soprano Maria Carla Pino Cury que vem com um programa que inclui obras de Händel, Vivaldi e Mozart. Serão 06 árias de pura virtuosidade. Um dos grandes destaques da edição do Virtuosi, a paraibana Maria Carla iniciou seus estudos de canto na UFPB, graduando-se em canto lírico na Hochschule für Musik Basel. Radicada na Suíça, a soprano desenvolve uma carreira internacional, tendo passado por palcos na Alemanha, Polônia, Espanha, Chile e Brasil. Neste ano, foi ganhadora do concurso para jovens solistas de Basel e do concurso de canto Migros Gesangswettbewerb 2017, além de finalista no concurso de canto do Centro de Perfeccionament Plácido Domingo.

A maratona do sábado se encerra com a apresentação do violoncelista Leonardo Altino e Orquestra Virtuosi, executando o Pezzo Capriccioso de Tchaikowsky e a versão para cello e cordas do Concerto de Schumann em lá menor.

O domingo (17) traz uma novidade. O Virtuosinho apresenta uma programação infantil em ma matinê que se realizará no Museu do Estado de Pernambuco a partir de 10h da manhã. Nesta programação há espaço para Contação de Histórias a cargo de Mila Puntel, Brincadeiras Musicais e Musicalização para Bebês com a professora Aline Ananias. Nesse mesmo dia, a partir das 17h, o VIRTUOSI – 20 ANOS DE PAIXÃO se despede com um Tributo a Chopin. Leonardo Altino e Victor Asuncion apresentarão a Polonaise Brilhante e a Sonata para cello e piano. No encerramento da programação, o pianista Victor Asuncion executa ainda dois Noturnos, a Sonata em si menor e os 24 Prelúdios de Chopin.

VIRTUOSI – 20 ANOS DE PAIXÃO
Concertos gratuitos
Informações: 3363 0138
www.virtuosi.com.br

Nenhum comentário

Deixe um novo comentário